Organização da Sociedade Civil

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
A Somar Brasil nasceu em 2010, em Juiz de Fora/MG, quando um grupo de pessoas com deficiência percebeu que, para mudar os discursos da sociedade sobre as dificuldades de inclusão, era preciso derrubar barreiras. Depois de identificadas essas barreiras, colocadas pelas pessoas com deficiência, familiares, empresários, médicos, professores e outros profissionais, o grupo decidiu derrubá-las, uma a uma, num trabalho de campo em que cada um expõe o que pensa, fala dos problemas e temores e, juntos, buscam soluções. Descobrimos que a palavra “preconceito” perde lugar para “desconhecimento” e por isso é preciso mostrar como conviver em diversidade.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Apoio à ADDHC

Com Geraldo Henrique em ação social da ADDHC, Associação de Direitos Humanos e Cidadania: entrega de cadeira de rodas, de banho, muletas, fraldas.
"...agradeço sua participação conosco , de suma importância, pois sua luta diária é exemplar nas causas da inclusão com cidadania, seja sempre bem vinda", Geraldo Henrique
 Os amigos de profissão Michelle e Robson 
 Com nosso presidente José Wilson


 Com Simone Lima de Mattos

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Acessibilidade de informação

Roda de conversa na Praça CEU da Zona Norte. Trocando informações sobre pessoas com deficiência e as atividades da praça, que reúne lazer, esporte e serviço público. O espaço com uma equipe mais preparada para conviver em diversidade, conhecendo melhor os tipos de deficiência, as nomenclaturas corretas, as tecnologias assistivas e a importância de locais como este para a inclusão social. 



domingo, 26 de junho de 2016

Evento beneficente

Somar Brasil participa de Noite de Caldos em apoio a Assistência Social Nossa Senhora da Glória






quinta-feira, 9 de junho de 2016

Sobre sexualidade e violência de gênero


Somar Brasil participa de evento sobre "Sexualidade e violência de gênero: para além do populismo penal", realizado pela OAB. Mc Xuxú foi convidada a cantar o Hino Nacional, mas propôs cantar músicas suas, e a ideia foi acolhida pela organização, quebrando protocolos da instituição. A iniciativa é uma parceria da OAB com a faculdade Doctum, propondo uma ampla discussão sobre violência de gênero, machismo e sexualidade junto à sociedade civil.

http://www.tribunademinas.com.br/oab-quebra-protocolos-em-evento-que-discute-genero-e-sexualidade/